Menino de 13 anos cria startup que ajuda pais a economizarem na compra de materiais escolares

Data: 27/05/2015 Autor: Lands Interativa Categoria: Notícias Visualizacoes: 539

img/landsdig_blognovo/152_post_173.jpg

Pais com filhos na escola sabem como é a odisseia da compra do material escolar. É comum o sufoco de ter que ir a várias livrarias e fazer pesquisas de preços, o que demanda muito tempo e paciência. No entanto, para acabar com esse transtorno, surgiu a startup List-It.

A plataforma online reúne catálogos de materiais escolares de várias escolas e livrarias, apontando as opções mais baratas entre as lojas. No caso, basta os pais selecionarem a cidade, o colégio e a série para verem a lista do material escolar exigido pelo colégio e comprarem tudo online.  Após fechada a lista, o consumidor ainda recebe os produtos em casa. Com um ano de existência, a List-It foi lançada oficialmente em 2015 e atua nos Estados de Pernambuco e Alagoas, mas já tem perspectivas de expansão para outros locais. 

Porém, o que mais impressiona no List-It em si, foi o autor da ideia. Com apenas 13 anos, Davi Braga teve um estalo após ver uma dificuldade enfrentada pela sua mãe. Ela vai de loja em loja pesquisar os preços de material escolar e oferece esse serviço de entregar o kit do material pronto para os pais que a procuram. No entanto, com o aumento de clientes, ficou difícil atender a todos. Foi, então, que o Davi teve a ideia de criar uma plataforma que ajudasse a pesquisa e compra do material escolar. A startup fica com uma porcentagem do valor da compra realizada pela plataforma.

O projeto do jovem conta com o apoio dos sócios já grandes Júlio Quintela e Carlos Cesar, e dos empreendedores João Kepler e Cristiana Braga, pais de Davi. O rápido sucesso desde que lançou a ideia no mercado, fez com que o Davi ganhasse também outro cargo esporiádico além de empreendedor, o de palestrante. Volta e meia, ele recebe convites para contar a sua história em todo o Brasil. Porém, segundo ele, o List-iT é apenas o primeiro passo. "Tenho várias startups guardadas. Quando a List-iT estiver mais independente, lançarei minhas outras ideias. São áreas diversas, totalmente diferentes, coisas do dia-a-dia, mas que ninguém pensou ainda", indica. 

E apesar da idade, Davi diz que consegue administrar tudo muito bem. "Separo muito bem meu tempo entre estudos, empreendedorismo e lazer. Pela manhã eu estudo e à tarde ou à noite trabalho ou brinco. Dá para fazer tudo sem problemas", afirma.

 No primeiro mês de atividades da startup, que foi o período de validação do negócio, a empresa faturou R$ 100 mil, segundo o pai de Davi, João Kepler.

 

Fonte: administradores